Eventos da "Campanha Permanente pela Vida e Contra os Agrotóxicos"

Município de Palmas Município de Palmas - Município de Palmas
Município de Palmas Município de Palmas -
Município de Colméia Município de Colméia -
Município de Colméia Município de Colméia -
Município de Aparecida do Rio Negro Município de Aparecida do Rio Negro -
Município de Aparecida do Rio Negro Município de Aparecida do Rio Negro -
Município de Peixe Município de Peixe -
Município de Peixe Município de Peixe -

A Secretaria de Estado da Saúde por meio da gerência da Vigilância Ambiental realizarou no dia 02 de dezembro, sexta-feira, um cine debate sobre o tema “Agrotóxico x saúde” com a presença de órgãos e instituições que são responsáveis por fiscalizações, regulamentações e ações voltadas para esse tema. Estiveram presentes órgão como: SEAGRO, RURALTINS, ADAPEC, NATURATINS, SEMARH, MPE, FETAET e entidades como o Fórum Permanente de Combate aos Agrotóxicos do Tocantins.

Esse evento está ligado a “Campanha Permanente pela Vida e Contra o Agrotóxico” realizada no mundo inteiro, mais precisamente no dia 03 de dezembro, para lembrar um infeliz acidente que aconteceu em Bophal, na Índia, há mais de 30 anos, quando o vazamento de uma fábrica de agrotóxicos da Carbide Union (atual Dow Chemical) provocou a morte imediata de quase 10.000 e outras milhares de pessoas nos dias seguintes.

Esse ano a Campanha focou no tema da chamada “PL do veneno”, plano de lei que está em votação no Congresso Nacional para alterar a Lei de Agrotóxicos. A lei propõe mudar o termo “Agrotóxicos” para “Defensivos Agrícolas” e traz modificações que tornaria mais fácil os registros de novos produtos no país. Além disso, a Campanha também foca na Lei nº 13.301 de junho de 2016 que dispõe sobre mecanismos de controle do mosquito Aedes, o desacordo está com o artigo 1º, § 3º, IV que autoriza a incorporação de mecanismos de controle vetorial por meio de dispersão por aeronaves, ou seja, a população será exposta a agrotóxicos que já foram classificados como altamente cancerígeno pela Agência Internacional de Câncer como o Malathion, utilizado no combate ao mosquito. Ação esta que já foi considera inadequada por não combater o mosquito, segundo a área de Insumos Estratégicos da Secretaria Estadual de Saúde do Tocantins, pois os focos não serão atingidos com a pulverização.

Além do Estado, municípios também realizaram ações para lembrar da importância da Campanha.

A capital Palmas realizou no dia 24 de nov a palestra "Agrotóxicos x Saúde" na USF Buritirana para a comunidade e trabalhadores de propriedades circunvizinhas ao Distrito de Buritirana (fotos 01 e 02).

O município de Colméia desenvolveu atividades educativas dos dias 28 de nov a 03 de dez como a realização de palestras sobre os problemas que os agrotóxicos podem causar à saúde humana, informações sobre a utilização correta destes quando o uso for indispensável e incentivo a ingestão e plantio de alimentos orgânicos (fotos 03 e 04).

O município de Aparecida do Rio Negro realizou uma palestra no dia 02 de dezembro com a Doutora Rafaela Amorim palestrou sobre agrotóxico, seus efeitos degradantes á saúde, notificação e monitoramento no âmbito do SUS dos casos de contaminações, sintomas de intoxicação e EPI’S, logo após o profissional da RURALTINS, Daniel, abordou o tema : O processo de avaliação e fiscalização, à contaminação de água para consumo humano, fiscalização de alimentos de acordo com o código do consumidor e, por fim, a coordenadora de endemias Keyla Santos abordou utilização do agrotóxico para eliminação do mosquito aedes aegypti, utilização de outros meios para o controle do mosquito (fotos 05 e 06).

O município de Peixe realizou no dia 29 de nov uma palestra sobre "Os riscos dos Agrotóxicos" na comunidade Lagoa do Romão (fotos 07 e 08).

Obs.: todas as fotos foram enviados pelos municípios à área técnica de Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos através de relatórios.

Lembramos da importância que todas essas ações representam no nosso objetivo de fazer a Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos. Cada evento realizado no sentido de levar informações a população nos ajuda a combater os problemas que o uso indiscrimado de agrotóxicos causa na saúde humana e ao meio ambiente.