Eventos de Massa

Eventos de massa são considerados qualquer atividade coletiva de natureza cultural, esportiva, comercial, religiosa, social ou política, por tempo pré-determinado, com concentração ou fluxo excepcional de pessoas, de origem nacional ou internacional, e que, segundo a avaliação das ameaças, das vulnerabilidades e dos riscos à saúde pública exijam a atuação coordenada da vigilância e assistência nas esferas de gestão  municipal, estadual e federal.

 O Ministério da Saúde publicou a PORTARIA Nº 1.139, DE 10 DE JUNHO DE 2013, a qual define, no âmbito do Sistema único de Saúde (SUS), as responsabilidades das esferas de gestão e estabelece as Diretrizes Nacionais para Planejamento, Execução e Avaliação das Ações de Vigilância e Assistência à Saúde em Eventos de Massa.

Considerando a necessidade de ofertar produtos e serviços seguros aos participantes, expectadores, trabalhadores, colaboradores e voluntários de um evento de massa e de preparação dos serviços de vigilância e assistência à saúde.

A avaliação de risco é realizada pela equipe envolvida, classificando a probabilidade de ocorrência e severidade do evento para a ativação do Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS) que é a unidade operacional de trabalho de caráter extraordinário e temporário, integrado no âmbito da vigilância e assistência, que visa o compartilhamento de informações em saúde para apoiar as decisões durante os eventos de massa, monitorar os incidentes relacionados à saúde e dar uma resposta oportuna.