Dengue, Zika e Febre de Chikungunya

A melhor forma de prevenção é evitar água parada A melhor forma de prevenção é evitar água parada - Heitor Iglesias /Governo do Tocantins

A Secretaria do Estado da Saúde (Sesau) pede a colaboração de toda população do Tocantins para tomar as precauções necessárias para a prevenção e o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e febre de chikungunya.

As três doenças são transmitidas pela picada do mosquito, cuja população é considerada endêmica no Tocantins. A única forma de evitar essas três doenças é através da eliminação da água acumulada.

Toda a comunidade deve colaborar e redobrar os cuidados em casa, isso porque 80% dos criadouros do mosquito estão dentro das residências.

Como prevenir criadouros do mosquito?

A melhor forma de prevenção é evitar água parada, onde a fêmea do mosquito Aedes aegypti deposita seus ovos. Para isso basta:

- Manter sob abrigo da chuva pneus, garrafas, sucatas, bebedouros de animais e outros depósitos móveis, etc.

- Providenciar a vedação de caixas d’água, tambores, tanques, cisternas e poços artesianos.

- Retirar qualquer porção de água acumulada em enfeites de jardim e em axilas de plantas, como as bromélias.

- Colocar areia em pratos e vasos de plantas para evitar o acúmulo de água.

- Vistorie com frequência e mantenha sem obstruções de folhas e galhos calhas e ralos.

- Não jogue lixo em terrenos baldios.

- Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada.

- Se for guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha-as sempre com a boca para baixo.

- Não deixe a água da chuva acumular sobre a laje e calhas entupidas.

- Limpe as calhas com freqüência, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água.

- Lave pelo menos uma vez por semana com água e sabão vasilhas usadas para guardar água, assim como bebedouros de animais. Isso evita que ovos do mosquito depositados antes da troca da água permaneçam fixados no recipiente.

- Piscinas e fontes decorativas devem ser sempre limpas e cloradas.

- Sempre que possível evite o cultivo de plantas como bromélias ou outras que acumulem água em suas partes externas ou retire toda água acumulada em suas folhas.

Confira nos link ao lado mais informações sobre as doenças transmitidas pelo Aedes.