Gestão Hospitalar

A Superintendência de Unidades Próprias foi criada pela Lei Nº 3.190, de 22/02/2017 como forma de absorver as atribuições relacionadas com a gestão hospitalar.

Estão entre as suas principais atribuições:

  • Promover a supervisão das unidades hospitalares sob a gestão estadual;
  • Fomentar mecanismos eficientes e resolutivos que aprimorem o atendimento monitore e avalie os resultados;
  • Assessorar os gestores dos hospitais nos padrões necessários para solicitações e aquisições para os hospitais sob a gestão estadual;
  • Coordenar, orientar, supervisionar as solicitações de aquisições e monitorar a execução dos contratos de serviços de assistência direta ao paciente;
  • Monitorar a execução das políticas de atenção à saúde voltada à área hospitalar.

As atividades desta superintendência estão relacionadas ao aprimoramento da gestão das unidades hospitalares sob gestão estadual e estão pautadas na PAS – Programação Anual de Saúde/2018 na ação n° 4153 (Qualificação de leitos no ponto de atenção hospitalar).

São as unidades hospitalares sob gestão estadual:

Unidades Hospitalares porte III:

  • Hospital Regional de Araguaína;
  • Hospital e Maternidade Dona Regina;
  • Hospital Regional de Gurupi;
  • Hospital Geral de Palmas.

Unidades Hospitalares porte II:

  • Hospital Regional de Augustinópolis;
  • Hospital Regional de Dianópolis;
  • Hospital Infantil de Palmas;
  • Hospital Regional de Guaraí;
  • Hospital Regional de Miracema;
  • Hospital Regional de Paraíso;
  • Hospital Regional de Porto Nacional;
  • Hospital e Maternidade Tia Dedé.

Unidades Hospitalares porte I:

  • Hospital Regional de Alvorada;
  • Hospital Regional de Araguaçú;
  • Hospital Regional de Arapoema;
  • Hospital Regional de Arraias;
  • Hospital Regional de Pedro Afonso;
  • Hospital Regional de Xambioá.

 

Mais informações sobre as unidades hospitalares e outros serviços: